Templários

A Ordem do Templo de uma perspectiva histórica.

segunda-feira, junho 06, 2005


O estiramento, ou desmembramento causado por meio de tens�o exercida longitudinalmente, j� era usado no Antigo Egito e na Babil�nia. Na Europa medieval - e ap�s - o cavalo de estiramento constitu�a instrumento fundamental de qualquer masmorra respeit�vel, e isso at� o desaparecimento da tortura, por volta do s�c. XVII.
A v�tima era deitada no aparelho, seus membros firmemente presos �s extremidades e esticados pela for�a do cabrestante, existindo testemunhos antigos que falam de at� 30 cm de distens�o, o que � inconceb�vel; a distens�o originada pelo deslocar e torcer de cada articula��o dos bra�os e das pernas, do desmembramento da coluna vertebral e da destrui��o dos m�sculos das extremidades do t�rax e do abd�men provocava um efeito mortal. No entanto, antes do abatimento final da v�tima, e mesmo nas fases iniciais do interrogat�rio, era sofrido o deslocamento dos ombros, por causa do estiramento dos bra�os para tr�s e para cima, assim como uma dor intensa provocada pelo rompimento dos m�sculos e quaisquer fibras submetidas a uma tens�o excessiva.
Com a continua��o da tortura, os quadris, e os cotovelos come�avam a desconjuntar-se, separando-se por fim, ruidosamente. J� nesta fase, a v�tima, se escapava com vida do tormento, ficava aleijada para toda a vida. Depois de horas ou dias, no caso dos mais resistentes, as fun��es vitais simplesmente cessavam, uma ap�s a outra.
 Posted by Hello

7 Comments:

At 12:12 da manhã, Blogger Lisdengard said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 12:13 da manhã, Blogger Lisdengard said...

A tortura não desapareceu no século XVII! Foi só após as revoluções liberais de oitocentos que a tortura foi oficialmente banida os códigos penais da Europa. No entanto continuou a ser prática sistemática nas cadeias e esquadras da Europa. Já no séc. XX Os regimes totalitários fascistas e comunistas praticartam, de forma sistemática e consentida, a tortura como forma de arrancar confissões e de intimidação pelo terror.

 
At 11:28 da manhã, Blogger Templar said...

De facto é verdade, no entanto não queria mudar o texto da autora.
De referir que não são só os regimes totalitários fascistas ou comunistas, á bem pouco tempo veio a público metodos de tortura usados pelos serviços secretos ingleses contra separatistas irlandeses para obterem informações.
A tortura continua mesmo nos nossos dias.
Julgo no entanto que talvez a autora se tivesse tentado referir ao facto de alguns instrumentos e metodos terem dixado de ser usados pela inquisição nesse seculo.

 
At 2:57 da tarde, Blogger Templar said...

"Deixado" desculpem o lapso.

 
At 4:48 da tarde, Blogger bota said...

A tortura não desapareceu, ponto final !!
Portugal está na lista negra da Amnistia Internacional !!

PS.: as letras com acentos foram transformadas em quadrados.

 
At 5:02 da tarde, Blogger Templar said...

Ponto final, mas que Portugal está na lista negra é que já não sabia.
Quanto aos quadrados é um problema do programa, que tenho tentado resolver até agora sem sucesso.

 
At 12:06 da manhã, Blogger Caetano said...

Guantanamo... Abu Graib... Claro que os EUA são apenas uma amostra.

 

Enviar um comentário

<< Home